ESCOLA de AR LIVRE e AVENTURA
         
             Iniciativa da Terra Viva! / Terra Vivente  -  Associação de Ecologia Social

 Com o objetivo de promover ações/iniciativas de formação de animadores juvenis de actividades de ar livre e aventura surge esta iniciativa.

Com efeito, acreditando naquilo que diziam o ecologista Jacques Cousteau (“…a Humanidade necessita  espaços naturais e de aventura como do pão para a boca“… ) e Baden Powell, fundador do esco/u/tismo (“…precisamos mostrar aos jovens que por cima dos telhados dos cinemas há estrelas a brilhar”…), decidimos lançar esta iniciativa  de modo a transmitir métodos e conteúdos que permitam uma ligação mais profunda das pessoas, jovens e menos jovens, com os espaços naturais ainda existentes.

Técnicas como orientação  (leitura de cartas topográficas, utilização de bússolas, conhecimento de estrelas e constelações, utilização de pedómetros) ,  construção de tendas étnicas (tipis - tendas Índias e khotas - tendas dos Lapões,…) e abrigos naturais, improvisações com paus e fios (pioneirismo), conhecimento de plantas silvestres curativas e comestíveis, ultrapassagem de obstáculos naturais com cabos e cordas (rappel, tirolesa, nó prussic, etc.), reconhecimento e observação de animais selvagens (rastreamento, recolha de indícios, identificação), confeção de instrumentos primitivos (de pau, pedra, osso…), primeiros socorros naturais, ética sócio-ecológica,…  tudo isto abrangendo temas como sobrevivência e woodcraft (florestalismo), bem como cuidados de defesa e conservação das áreas naturais, permitirão a aquisição de conhecimentos práticos importantes.

A juntar a isto teremos a organização de jogos e actividades juvenis de ar livre ( caminhadas de descoberta, percursos sensoriais, sinais de pista, acantonamentos, acampamentos, jogos noturnos,  bem como aspetos mais institucionais para a devida execução destas atividade - Campos de Férias, locais urbanos e rurais,  parques de campismo, papel do IPDJ, etc.).                                                                                       

Para já convidamos as pessoas interessadas (num limite de 6 ) c/ +18 anos, a inscrever-se no n/:

 II Círculo (preliminar) de formação de animação juvenil de ar livre e aventura,
 Início em 20 de Maio (parte prática : acampamento de treino, sábado e domingo, 20 e 21/Maio em Valongo) e noite de terça 23/Maio, 20.30 -22.30 h. no Porto (parte teórica) inscrições de 08 a 18 de Maio na n/ sede
Taxa de inscrição 6,00 € - inclui transporte público Porto-Valongo-Porto e utilização de tendas e outro equipamento de ar livre da n/ associação (atribuição de atestados de participação).

Poderão continuar posteriormente esta formação através de:

a)-Continuação do II Círculo de formação animação juvenil de ar livre e aventura (Desenvolvimento),  10 e  11 / Junho, Campo em Valongo (Dinâmica de pequenos grupos, organização espacial de acantonamento, cozinha de campo, higiene, “fogo de conselho”, animação e canto,…) e terça 13/Junho, 20.30-23.00 h., no Porto, (parte teórica) apontamentos teóricos, bibliografia, avaliações finais (atribuição de atestados de participação).

 b)-Estágios práticos em equipa de animaçâo nas nossas atividades seguintes:

Campo de Solstício 2017, 15 A 18 Junho em Valinhas, Monte Córdova, Santo Tirso
Percurso pedestre: descoberta eco-social da trilha de Monte Córdova,2 de Julho (Domingo)  
Campo de férias juvenil “Aventura Verde” , 12 a 19 de Agosto, Viana do Castelo

Inscrição – nome:_________________________,Data nascim.: __/ __/ ____/; morada atual:______________________________; telef./telem.:______________; mail:____________­­­__________.
 nome completo _______________________________________Assinatura:_______________________

enviar para <terraviva@aeiou.pt>  ou entregar, entre as 16.30 e as 20.00  h., segundas, quartas  e sextas na n/ sede: Rua dos Caldeireiros,213 -4050 141 Porto (à Cordoaria).+ inform.s: 223324001, 961449268, 938896091





                                           ( o vídeo foi realizado pela FNAJ )


Participação da Associação Terra Viva ! A.E.S no 15º ENAJ















Algumas fotos do trilho de descoberta realizado no dia 9 de Abril no âmbito do Programa "Caminhar c' a Gente " , uma iniciativa da  Associação Terra Viva ! A.E.S.
O trilho foi realizado nas serras de Pias e Castiçal, Campo, Vinhas , alto do Castelo, Fundão, Cova da Orca , Couce e Valongo.


























Visita à Citânia de Sanfins de Ferreira - Paços de Ferreira








Estivemos no domingo, 19 de Março 2017 na Citânia de Sanfins de Ferreira. Viemos a pé da Feira do Cô, passando por Eiriz, Real, Redundo, Devesa do Abade e entrámos nas muralhas da Citânia através do Monte do Lavradio (vertente Leste da Citânia, junto à ruína balneário/sauna da Citânia). O domingo era soalheiro e a zona da Citânia estava com bastantes visitantes. Após merendarmos debaixo de um velho sobreiro, observámos melhor o local: o núcleo familiar que havia sido várias vezes reconstruído nos anos 80 e 90, tinha ardido há cerca de 2 anos e estava destruído; aqui e além, nalguns casos no centro das ruínas das casas castrejas, o terreno estava queimado, como se tivessem feito queimadas por todo o lado; havia lixo espalhado por vários locais e de papeleiras ou locais onde os visitantes pudessem deixar os restos das merendas, nem sinais; os outrora existentes paineis explicativos sobre a importância arqueológica daquele local, desaparecidos; o antigo café que funcionou durante vários anos, junto ao parque de estacionamento, onde também se distribuía informação aos visitantes sobre os mais de dois milénios de história deste local, fechado, abandonado; a estátua do guerreiro castrejo, uma réplica que durante vários anos existiu no local (o original está mais abaixo no Museu da Citânia de Sanfins de Ferreira) substituído por um boneco recortado em chapa de madeira...
Alguns de nós conhecemos este local há mais de 10 anos, quando a Câmara Municipal de Paços de Ferreira, tinha o cuidado de o manter com alguma defesa e dignidade, sobretudo graças ao trabalho das pessoas que ali se ocupavam da sua manutenção.
Agora, é a autêntica BALDA - ainda que por pessoas da vizinhança soubéssemos que os responsáveis (?...) pela edilidade se queixem de "falta de dinheiro"... Que diabo, Paços de Ferreira é conhecida como a capital do Norte da indústria mobiliária! Não há naquela edilidade e entre as várias associações populares locais quem possa despoletar campanha pela dignificação deste local?...
E a Universidade do Porto e o seu Curso de Arqueologia nada têm a dizer sobre isto?...
Recomendamos a visita ao Museu arqueológico da Citânia de Sanfins de Ferreira, como local importante de encontro com um espólio histórico e proto-histórico importante… Mas, cerca de 2Kms mais acima situa-se a Citânia. E mesmo se faltam os painéis indicativos do local, não é assim tão difícil lá chegar. A sua visita põe-nos em contacto com as nossas raízes culturais celtibéricas e castrejas.

NÃO AO ABANDONO E DESTRUIÇÃO DA CITÂNIA DE SANFINS DE FERREIRA!
Programa “Caminhar c’a Gente” – TERRA VIVA! Assoc. Ecologia Social - PORTO






Pedestrianismo de descoberta :
Descoberta da Citânia de Sanfins de Ferreira






TRILHA DE DESCOBERTA  a realizar no próximo dia 26 de Fevereiro (Domingo)