Trilha de descoberta do Monte S.Brás

Domingo 30 de Março
TRILHA de DESCOBERTA do MONTE S.BRÁS e PONTE DO CARRO (S.ta Cruz do Bispo-Matosinhos)
(Programa “Caminhar c’a Gente” – PAAJ 2014)

Zona que desde há cerca de 50 anos constituía parte importante da cintura florestal a Norte do Porto,  tem vindo a sofrer várias agressões sócio-ecológicas – como de resto toda a área metropolitana do Porto: novas vias rodoviárias de grandes dimensões destruindo zonas florestais e agrícolas, crescimento de manchas habitacionais desordenadas, pobreza crescente de amplas faixas da população procurando locais sub-urbanos onde (sub-)habitar, poluição industrial e urbana de recursos hídricos e sem tratamentos completos adequados – como é o caso do troço local do rio Leça!
Locais outrora constituindo zonas de lazer e de “oxigenação” das populações, foram destruídos e deram lugar quer a novas zonas urbanas “semi-selvagens” , quer a novas estradas e viadutos – que embora sendo “oficialmente” defendidas pelo Estado e pelos vários “intere$$es”   privados imobiliários  a pretexto da “maior mobilidade”,  vieram dar cabo de amplas manchas florestais,  no Concelho de Matosinhos (Perafita, Freixieiro, Guifões, Esposade , Custoias, …), como em toda a   área metropolitana do Porto:  na Maia, em Gondomar, em Valongo, em Gaia, …afetando gravemente a  “qualidade de vida” das populações .

Nos últimos 10 anos, a par da destruição ambiental foram melhoradas algumas zonas que iremos visitar – parque de lazer da Ponte do Carro  (velha ponte medieval ), Parque da Ciência, junto ao antigo “aterro sanitário” de Matosinhos , agora transformado em “zona verde” (duas gerações de lixo urbano cobertas de terra), igualmente junto às margens do rio Leça e junto à ponte ferroviária de Custóias.
Mas uma zona outrora emblemática do Concelho de Matosinhos, o Monte São Brás, outrora mancha florestal e de interesse  patrimonial  histórico ( e também palco  de alguns encontros juvenis  contra o regime de antes do 25 de Abril ), confinada por uma nova via rodoviária e “rapada”  um projeto megalómano de “parque radical”, o “Raf Park” , que destruiu pelo menos 6 hectares da antiga mata ! – e que abriu ao público apenas 4 meses,  em 2012…


Tudo isto iremos ver , contactando com as pessoas dos vários locais, e inteirando-nos das várias situações.

O encontro é às 09.00 h. junto à paragem de autocarros da “Resende” frente ao Centro Português da Fotografia, na Cordoaria , no Porto ( de onde partiremos para Santa Cruz do Bispo) e o regresso será no Metro, da estação de Esposade  (chegando ao Porto cerca das 18.30 h.).

Trazer  pequena mochila com FARNEL ( sandes, bolachas, fruta…) e  garrafa de água , vestir roupa de cor não berrante, trazer bons sapatos ou botas para andar , trazer caderno de apontamentos, impermeável em caso de chuva e 3,5 € para transportes.

Os nossos jovens eco-escoteiros da Terra Viva!  REGRALL trarão materiais de apoio aos demais participantes como mapas, bússolas, informações sobre os locais, caixa de primeiros socorros.

Mais  INFORMAÇÕESNECESSÁRIA CONFIRMAÇÃO DE  VINDA : TELEM. 967694816  ou  telef.fixo 223324001

 

NOTA: 

A próxima saída de campo do nosso  programa “Caminhar c’a Gente” será dia 13 de Abril, domingo, através da margem esquerda do rio Ferreira , entre Campo  (Valongo) e São Pedro da Cova (Gondomar) , pelo sendeiro da base da Serra de Pias, até Couce e caminho de regresso para Valongo através do vale e da aldeia de Couce. Mais pormenores seguirão em breve.